Ministério São Bento

A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.

terça-feira, 30 de março de 2010

QUINTA-FEIRA SANTA - CELEBRAÇÃO DA CEIA DO SENHOR - ANO C - 01/04/2010

“FAZEI ISTO EM MINHA MEMÓRIA” (1Cor 11,24)

Cor branca ou dourada

Preparar o espaço celebrativo de forma que expresse o sentido de festa desta celebração, usando flores, talhasd’água, bagos de trigo, cachos de uva, candelabros, velas, etc. Um gesto concreto de expressar o amor de Deus em nós, é o acolhimento. Acolhamos bem as pessoas que chegam para a celebração.

01. ACOLHIDA E AMBIENTAÇÃO ATENÇÃO!
Iniciar este momento antes de qualquer comentário. Enquanto canta-se o refrão abaixo, algumas pessoas com vestes brancas (podem ser ministros da Eucaristia) entram trazendo os símbolos da Ceia e do Lava- Pés: pão, vinho, jarra com água, bacia, toalha e sabonete, que serão colocados em uma mesa já preparada próximo ao altar. Em seguida, duas pessoas arrumam o altar e acendem as velas. Incensa-se o espaço celebrativo. Realizar todo este momento de forma bem orante.

COMAM DO PÃO, BEBAM DO CÁLICE, QUEM A MIM VEM NÃO TERÁ FOME! COMAM DO PÃO, BEBAM DO CÁLICE, QUEM EM MIM CRÊ NÃO TERÁ SEDE! (bis)

Animador(a) - Queridos irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos à celebração da Quinta-feira Santa, a celebração da Ceia do Senhor, dia em que Cristo instituiu o sacerdócio ministerial e nos deixou o grande mandamento do amor! Iniciando hoje o Tríduo Pascal, Jesus nos convida a sentar com Ele à sua mesa e cear em sua companhia. O alimento que Ele nos oferece neste banquete é seu próprio Corpo e Sangue, força para nossa caminhada e convite ao serviço e à humildade que Ele nos deixa hoje como exemplo a seguir. Procissão de entrada: crucifixo ladeado por velas, Lecionário (ou Bíblia). Em seguida, os participantes do Lava-Pés, os ministros e o presidente, entram de dois em dois e beijam solenemente o altar.

02. CANTO INICIAL
NÓS NOS GLORIAMOS NA CRUZ DE NOSSO SENHOR, QUE HOJE RESPLANDECE COM O NOVO MANDAMENTO DO AMOR.
1. Na Ceia da Nova Aliança, Jesus na tarde santa ao Pai se entregou. Na Ceia que hoje acontece, o povo oferece a Deus o seu louvor.
2. Comer e beber pão e vinho, sinais de carinho, anúncio do amor! Na luta de cada jornada, a cruz é pesada. Salvai-nos, Senhor. Presidente - Irmãos e irmãs, convidados a participar da Ceia Pascal de Cristo, façamos o sinal da nossa fé, cantando. (à escolha)

03. DEUS NOS PERDOA
Presidente - Jesus lava os pés de seus discípulos e se dá em alimento. Gestos concretos de amor. Peçamos perdão ao Pai pelas vezes que nos desviamos do seu caminho e não seguimos os ensinamentos de seu Filho Jesus. (pausa)
Cantemos.

1. Senhor, que viestes salvar os corações arrependidos.
PIEDADE, PIEDADE, PIEDADE DE NÓS. (bis)
2. Cristo, que viestes chamar os pecadores humilhados.
3. Senhor, que intercedeis por nós, junto a Deus Pai que nos perdoa. Presidente - Deus de misericórdia, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. AMÉM.

04. HINO DO GLÓRIA
Animador(a) - O sacerdócio nasce da Eucaristia: é o dom para a unidade. Rendamos graças a Deus por nossos bispos e padres e peçamos a Ele que continue a nos enviar pastores segundo o seu coração. Alegres, cantemos.

GLÓRIA, GLÓRIA, GLÓRIA, ALELUIA (bis)! GLÓRIA, GLÓRIA, GLÓRIA, A DEUS NOS ALTOS CÉUS, PAZ NA TERRA A TODOS NÓS!
1. Deus e Pai nós vos louvamos (glória a Deus), adoramos, bendizemos (glória a Deus), damos glória ao vosso nome (glória a Deus), vossos dons agradecemos!
2. Senhor nosso, Jesus Cristo (hosana hey), unigênito do Pai (hosana ha), vós de Deus, Cordeiro Santo (hosana hey), nossas culpas perdoai!
3. Vós que estais junto do Pai (aleluia), como nosso intercessor (aleluia). Acolhei nossos pedidos (aleluia), atendei nosso clamor.
4. Vós somente sois o Santo (glória a Deus), o Altíssimo Senhor (hosana ha). Com o Espírito Divino (aleluia), de Deus Pai no esplendor.

05. ORAÇÃO
Presidente - Ó Pai, estamos reunidos para a Santa Ceia, na qual o vosso Filho único, ao entregar-se à morte, deu à sua Igreja um novo e eterno sacrifício, como banquete do seu amor. Concedei-nos, por tão grande mistério, chegar à plenitude da caridade e da vida. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. AMÉM.

O leitor ergue o Lecionário ou a Bíblia enquanto se canta.

PALAVRA DE SALVAÇÃO SOMENTE O CÉU TEM PRA DAR. POR ISSO MEU CORAÇÃO SE ABRE PARA ESCUTAR. (bis)

As leituras devem ser proclamadas de forma expressiva e orante.

06. LEITURA DO LIVRO DO ÊXODO (12,1-8.11-14)

07. SALMO RESPONSORIAL (115)
O CÁLICE POR NÓS ABENÇOADO É A NOSSA COMUNHÃO COM O SANGUE DO SENHOR. (bis)
- Que poderei retribuir ao Senhor Deus por tudo aquilo que Ele fez em meu favor? Elevo o cálice da minha salvação, invocando o nome santo do Senhor.
- É sentida por demais pelo Senhor a morte de seus santos, seus amigos. Eis que sou o vosso servo, ó Senhor, mas me quebrastes os grilhões da escravidão!
- Por isso oferto um sacrifício de louvor, invocando o nome santo do Senhor. Vou cumprir minhas promessas ao Senhor na presença de seu povo reunido.

08. LEITURA DA PRIMEIRA CARTA DE SÃO PAULO AOS CORÍNTIOS (11,23-26)

09. CANTO DE ACLAMAÇÃO
EU VOS DOU UM NOVO MANDAMENTO: “QUE VOS AMEIS UNS AOS OUTROS ASSIM COMO EU VOS AMEI”, DIZ O SENHOR.
1. Feliz o homem sem pecado em seu caminho, que na lei do Senhor Deus vai progredindo!
2. Os vossos mandamentos vós nos destes, para serem fielmente observados.

10. PROCLAMAÇÃO DO EVANGELHO DE JESUS CRISTO SEGUNDO SÃO JOÃO (13,1-15)

11. PREPARANDO A PARTILHA DA PALAVRA
Parece que a liturgia de hoje antecipa as coisas.

Na 1ª leitura já descreve a Páscoa, antes de termos celebrado a Sexta-feira Santa. Como é isso? É que a Páscoa judaica não cai no mesmo dia que a nossa. Na Quinta-feira Santa, Jesus comeu com os discípulos a Páscoa judaica, que nos descreve a 1ª leitura. Nesta ocasião, instituiu a Ceia Eucarística, em memória de sua morte (2ª leitura); e, no início dessa refeição, lavou os pés de seus discípulos, em sinal e exemplo do dom da própria vida (Evangelho). Inclusive, o evangelista de hoje, João, nem menciona o momento da Eucaristia, porque a Eucaristia significa comunhão com Jesus, e esta comunhão se expressa maravilhosamente pelo gesto do lava-pés: deixar-se lavar por Jesus, aceitar que Jesus seja nosso servo, que não só lava nossos pés, mas dá sua vida por nós. Por isso, queremos servir os nossos irmãos... O lava-pés é a Eucaristia na vida! A última ceia foi, portanto, a ceia da Páscoa judaica, que comemorava o êxodo, a saída dos hebreus do Egito, terra de escravidão. Jesus quis celebrar esta ceia, mas ao mesmo tempo a transformou, colocando-se livremente como escravo dos seus irmãos! E fez disso a sua “passagem” para junto de Deus! Ora, esta passagem de Jesus se manifesta na ressurreição, no terceiro dia a partir de hoje, que vai ser para nós, cristãos, a data da nova Páscoa, em que celebramos a nossa libertação. Hoje, porém, celebramos Jesus na imagem do Cordeiro Pascal do Antigo Testamento, cujo sangue preservou os hebreus da praga que Deus fez descer sobre os egípcios, para que deixassem ir os israelitas. Certo, é apenas uma imagem, mas ensina muita coisa. Já não celebramos a Páscoa na data judaica, pois Jesus transformou-lhe o sentido. Mas continuamos celebrando o nosso Cordeiro Pascal, cujo sangue nos salva; este, porém, não foi sacrificado como um animal sem inteligência, mas porque quis livremente servir-nos no amor até o fim.

Após a Partilha da Palavra, a equipe de canto entoa suavemente o refrão abaixo, repetindo-o algumas vezes, enquanto o presidente se prepara para o Lava-Pés.

VÓS SOIS O MISTÉRIO, SENHOR, NÓS VOS CONTEMPLAMOS NO AMOR.

12. LAVA-PÉS
O presidente realiza o Lava-Pés, enquanto se canta.
1. Jesus erguendo-se da Ceia, jarro e bacia tomou. Lavou os pés dos discípulos, este exemplo nos deixou. Aos pés de Pedro inclinou-se: “Ó Mestre, não, por quem és!” “Não terás parte comigo se eu não lavar os teus pés”.
2. “És o Senhor, tu és o Mestre, os meus pés não lavarás”. “O que ora faço não sabes, mas depois compreenderás. Se eu, vosso Mestre e Senhor, vossos pés hoje lavei, lavai os pés uns dos outros: eis a lição que vos dei”.
3. “Eis como irão reconhecer-vos: como discípulos meus, se vos amais uns aos outros”, disse Jesus para os seus. “Dou-vos novo mandamento, deixo, ao partir, Nova Lei. Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei”.

13. PRECES DA COMUNIDADE
Presidente
- Confiantes na bondade do Pai que, em Jesus, nos deu sua maior prova de amor, elevemos os nossos pedidos, cantando após cada prece:
VOSSA IGREJA VOS PEDE, Ó PAI! SENHOR, NOSSA PRECE ESCUTAI.
- Senhor, fortalecei o Papa Bento XVI, nosso bispo Dom Décio, todos os presbíteros e diáconos de nossa Diocese, para que, como Cristo, sejam exemplo de doação e humildade e estejam sempre a serviço dos irmãos. Nós vos pedimos.
- Senhor, abri nosso coração para acolher e viver o novo mandamento do amor que vosso Filho nos apresenta hoje. Nós vos pedimos.
- Senhor, sustentai todas as comunidades cristãs que celebram o memorial da Ceia de Jesus, para que sejam testemunhas do vosso imenso amor. Nós vos pedimos.
- Senhor, concedei a todos nós, que celebrando o Mistério Pascal, possamos um dia participar da Páscoa eterna. Nós vos pedimos.
- Senhor, abençoai todos os ministros extraordinários da distribuição da Sagrada Comunhão, todos os coroinhas, equipes de serviços, pastorais e movimentos, para que exerçam com amor e alegria o seu ministério, a serviço da comunidade. Nós vos pedimos. Presidente
- Ó Pai de bondade, acolhei os pedidos da nossa comunidade. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.

14. APRESENTAÇÃO DOS DONS
Animador(a)
- A Campanha da Fraternidade Ecumênica simbolicamente se encerra hoje, mas deverá permanecer por toda vida, lembrando que devemos servir unicamente ao Deus verdadeiro. Seguindo o exemplo de Jesus somos chamados a servir a Deus nos irmãos. Apresentemos ao altar do Senhor os gestos de caridade realizados em nossa comunidade, bem como a vida dos sacerdotes que respondem ao seu chamado. Enquanto se canta, a comunidade apresenta gestos concretos de serviço que as equipes, pastorais e movimentos realizam (por exemplo: a Pastoral da Criança pode apresentar a multimistura, os Vicentinos podem apresentar uma cesta de alimentos, a catequese pode apresentar o material utilizado, o SAV apresenta o cartaz do Ano Sacerdotal ou uma estola... ou outros que estiverem de acordo com a realidade da comunidade).

15. CANTO DAS OFERENDAS (onde houver Celebração da Palavra)
1. Bendito és Tu, ó Deus Criador, revestes o mundo da mais fina flor; restauras o fraco que a Ti se confia e junto aos irmãos, em paz, o envias.
Ó DEUS DO UNIVERSO, ÉS PAI E SENHOR, POR TUA BONDADE RECEBE O LOUVOR!
2. Bendito és Tu, ó Deus Criador, por quem aprendeu o gesto de amor: colher a fartura e ter a beleza de ser a partilha dos frutos na mesa!
3. Bendito és Tu, ó Deus Criador, fecundas a terra com vida e amor! A quem aguardava um canto de festa, a mesa promete eterna seresta!

(onde houver Celebração Eucarística)
1. Nosso Deus fez um mundo tão perfeito colocou em nosso peito a semente do amor. E por isso aqui somos seus convivas e formamos hóstias vivas nesta casa do Senhor!
VAMOS PREPARAR A CEIA, VAMOS REPARTIR O PÃO! QUERO VER A MESA CHEIA DOS SINAIS DE SALVAÇÃO! VAMOS PREPARAR A CEIA, VAMOS REPARTIR O VINHO! QUERO VER A CASA CHEIA DE TERNURA E DE CARINHO!
2. Nosso Deus fez de nós uma família numa Igreja que partilha e se oferta em oblação para que ofertemos Pão e Vinho, que dão força no caminho e nos levam à doação.
3. Nosso Deus sabe ouvir nosso clamor e, com todo sofredor faz a nova aliança. Também nós o que temos partilhamos, o que somos ofertamos pra gerar mais esperança.
4. Nosso Deus chama toda humanidade a viver em liberdade a oferta e a paixão. Tudo é dele e nós somos seu rebanho, nele pomos nossos sonhos: toda vida e vocação.

16. PAI NOSSO
Presidente - Como família de Deus, rezemos de mãos dadas, como Jesus nos ensinou: PAI NOSSO...

17. MOMENTO DA PAZ
Animador(a) - Vivendo em nosso meio o mandamento do amor, encontraremos a paz. Rezemos em silêncio pela paz.

18. CANTO DE COMUNHÃO (se houver)
1. Eu quis comer esta ceia agora, pois vou morrer, já chegou minha hora.
COMEI, TOMAI, É MEU CORPO E MEU SANGUE QUE DOU. VIVEI NO AMOR, EU VOU PREPARAR A CEIA NA CASA DO PAI. (bis)
2. Comei o pão, é meu Corpo imolado. Por vós, perdão para todo pecado.
3. E vai nascer do meu sangue a esperança, o amor, a paz, uma nova aliança.
4. Vou partir, deixo o meu testamento. Vivei no amor, eis o meu mandamento.
5. Irei ao Pai, sinto a vossa tristeza. Porém, no céu, vos preparo outra mesa.
6. De Deus virá o Espírito Santo que vou mandar pra enxugar vosso pranto.
7. Eu vou, mas vós me vereis novamente; estais em mim e eu em vós estou presente.
8. Crerá em mim e estará na verdade quem vir cristãos na perfeita unidade.

19. ORAÇÃO
Presidente - Senhor nosso Deus, vós nos destes Jesus como exemplo de serviço e doação. Fortalecidos pela vossa Palavra (e pela Comunhão), dai-nos a graça de permanecer sempre firmes no seguimento de vosso Filho, rumo à Páscoa definitiva. Por Cristo, nosso Senhor. AMÉM.

20. NOTÍCIAS E AVISOS - Amanhã, Sexta-feira Santa, é dia de jejum e abstinência. A celebração da Paixão e Morte do Senhor deve ter início por volta das 15h. A coleta deste dia será destinada aos Lugares Santos. - Este folheto não deve ser jogado em via pública e/ou no lixo. Recicle-o!

21. TRANSLADAÇÃO DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO
Onde não se conserva a Eucaristia, a celebração termina sem canto e sem bênção final. Onde se conserva a Eucaristia, deve-se realizar a procissão até um altar previamente preparado para a vigília. Enquanto isso, canta-se.
1. Ao recebermos, Senhor, tua presença sagrada, pra confirmar teu amor, faz de nós tua morada. Surge um sincero louvor, brota a semente plantada, faz-nos seguir teu caminho, sempre trilhar tua estrada.
DESAMARREM AS SANDÁLIAS E DESCANSEM, ESTE CHÃO É TERRA SANTA, IRMÃOS MEUS! VENHAM, OREM, COMAM, CANTEM, VENHAM TODOS E RENOVEM A ESPERANÇA NO SENHOR.
2. O Filho de Deus com o Pai e o Espírito Santo: nesta Trindade um só Ser, que pede a nós sermos santos. Dá-nos, Jesus, teu poder de se doar sem medida, deixa que compreendamos que este é o sentido da vida.
3. Ao virmos te receber, nós te pedimos, ó Cristo, faze vibrar nosso ser, indo ao encontro do Pai Santo sem descuidar dos irmãos, mil faces da tua face. Faze que o coração sinta a força da caridade.

1. Tão Sublime Sacramento adoremos neste altar. Pois o Antigo Testamento deu ao Novo o seu lugar. Venha a fé por suplemento os sentidos completar.
2. Ao Eterno Pai cantemos e a Jesus, o Salvador. Ao Espírito exaltemos, na Trindade, eterno amor. Ao Deus Uno e Trino demos a alegria do louvor. Amém. Amém!
Solo: Do Céu nos destes o pão.
Ass.: Que contém todo sabor! Retiram-se as toalhas do altar, as flores, as velas e as cruzes (onde for possível).

Todos se retiram em silêncio. A adoração ao Santíssimo pode terminar à meia-noite, a partir de quando se dá início à recordação da Paixão e Morte de Jesus, ou segundo o costume do lugar. Esse momento deve ser realizado em clima de muita oração, silêncio e respeito, com cantos que favoreçam a interiorização e a contemplação.
Sugestão: As equipes poderão utilizar a Vigília Eucarística da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010.

Nenhum comentário: