A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.
CASO O PLAYER DE ÁUDIO NÃO CARREGUE, ATUALIZE O NAVEGADOR ATÉ QUE SEJA ATIVADO O botão "PLAY".

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Música sacra deve resgatar a tradição da Igreja, diz o Papa

VALE RELEMBRAR!

Vaticano, 13 Out. 07 / 12:21 pm (ACI).- Ao visitar esta manhã o Pontifício Instituto de Música Sacra, por ocasião de sua recente renovação, o Papa Bento XVI pediu às autoridades eclesiásticas velarem para que o‘aggiornamento’ da música religiosa se faça em continuidade com a tradição viva da Igreja.
Logo depois de saudar e agradecer aos benfeitores do Instituto, assim como a seu Grão Chanceler, o Cardeal Zenon Grocholewski, o Santo Padre elogiou este centro de música litúrgica, aonde "numerosos estudantes, que vêm aqui de todas as partes do mundo para formar-se nas disciplinas da música sacra,se convertem por sua vez em formadores em suas respectivas Igrejas locais".
O Pontífice destacou a importância que o Concílio Vaticano concede à música sacra e assinalou "quão rica é a tradição bíblica e patrística em destacar a eficácia do canto e da música sacra para mover os corações e elevá-los a penetrar, por assim dizê-lo, na mesma intimidade da vida de Deus".
"Por este motivo", adicionou o Papa, "a autoridade eclesiástica deve comprometer-se a orientar sabiamente o desenvolvimento deste exigente gênero de música, não ‘congelando’ o tesouro, mas sim procurando inserir na herança do passado as novidades valiosas do presente, para chegar a uma síntese digna da alta missão reservada a esta no serviço divino".
Bento XVI confiou que o Pontifício Instituto de Música Sacra, em sintonia com a Congregação para o Culto Divino, "não deixará de oferecer sua contribuição para um ‘aggiornamento’ adaptado a nossos tempos das preciosas tradições das quais a música sacra é tão rica".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...