A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.
CASO O PLAYER DE ÁUDIO NÃO CARREGUE, ATUALIZE O NAVEGADOR ATÉ QUE SEJA ATIVADO O botão "PLAY".

quinta-feira, 11 de junho de 2015

ESTUDOS DA CNBB 79, A MÚSICA LITÚRGICA NO BRASIL - APRESENTAÇÃO (PARTE I/V)

CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL

A Música litúrgica no Brasil 

Um subsídio para quantos se ocupam da música litúrgica na Igreja de Deus que está no Brasil

APRESENTAÇÃO  

Com grata satisfação, apresento o texto da coleção Estudos da CNBB “A música litúrgica no Brasil”. O documento 7, publicado em 1976, em alguns aspectos já não respondia mais aos tempos de hoje, diante das mudanças da sociedade, com suas novas formas de comunicação e expressão artístico-musical, como também diante da caminhada das nossas comunidades celebrantes. Daí a necessidade de atualizá-lo, enriquecê-lo, aprofundá-lo, ampliá-lo. Foram mais de quatro anos de pesquisas, encontros, estudos, contribuições pessoais de liturgistas e musicistas, como também de grupos organizados para tal. Sem falar da equipe nacional constituída, que se reuniu várias vezes para chegar ao texto definitivo. Por mais que se fale ou se escreva sobre isso, nunca se esgotará o assunto. É nessa linha que se coloca o nosso texto. Apesar de tanto tempo em preparação, com sucessivas revisões e melhoramentos, continua um texto aberto para novas contribuições. Apresenta-se não como Documento, mas sim como Estudo. Sua publicação tem a finalidade, então, de ser uma luz para a animação de nossas celebrações, e também um provocador de novas reflexões, pesquisas, discussões, estudos, debates, de tal maneira que poderá ser enriquecido ainda mais. Didaticamente, o texto nos leva a aproveitar dos seus conteúdos, trazendo, no final de cada parte, um roteiro com perguntas. Um ótimo subsídio para as equipes de liturgia e de canto, como também para encontros e cursos. Temos certeza de que este texto nos ajudará ainda mais a cantar “a” Liturgia, e contribuirá para fazer de nossa vida um louvor a Deus! Um agradecimento a todos os que colaboraram para que isso acontecesse. Deus lhes pague. 


Brasília, 4 de dezembro de 1998 35º Aniversário da “Sacrosanctum Concilium” D. Geraldo Lyrio Rocha Bispo de Colatina - ES Responsável pela Dimensão Litúrgica na CNBB 

PARA VOCÊ, MEU IRMÃO, MINHA IRMÃ...  

que lida com música, canto e dança, na caminhada do Povo de Deus para a Terra Prometida, como animador ou animadora do canto de sua Comunidade, como autor de textos, compositor de músicas ou criador de coreografias para as celebrações do Povo Sacerdotal, como responsável, em qualquer nível, pela Pastoral da Música Litúrgica, vão estas páginas, escritas com o carinho do Bom Pastor, que continua conduzindo o Rebanho para as fontes de água fresca e quer contar com o seu serviço, para tornar a caminhada mais amena e animada ao som de melodias e ritmos, ora suaves, ora fortes, de um canto capaz de expressar os anseios que brotam das profundezas de nossas angústias e carências, canto motivado por uma Fé que ilumina e aquece os corações, canto portador da Esperança que não engana, canto transbordante de Amor ao Pai e à Humanidade, canto capaz de celebrar as contínuas passagens do Deus Libertador na vida da gente. Você encontrará aqui o que de melhor pudemos recolher para vir em seu auxílio, pensando em ajudá-lo a realizar melhor a sua tarefa musical junto a seu povo, o Povo de Deus: 
  • I. Um olhar sobre a realidade musical de nossas celebrações: o que, no momento, aparece de mais significativo, tanto as coisas positivas, que nos alegram, iluminam e encorajam, quanto as negativas, que nos preocupam, questionam e desafiam. 
  • II. Uma informação e reflexão tão ampla e profunda quanto possível, vazada na experiência dos povos, na experiência bíblica, na experiência eclesial de quase 2.000 anos, que, com certeza, iluminará o seu olhar sobre a realidade e ajudará você, tanto na avaliação do que existe quanto na busca criativa de caminhos para o seu serviço musical na Liturgia da nossa Igreja. 
  • III. Finalmente, para subsidiá-lo de maneira mais concreta nos afazeres do dia-a-dia do seu ministério musical, uma série de critérios e orientações práticas, definidos a partir das melhores tradições e experiências. Que você, querido irmão ou irmã, possa aproveitar da melhor maneira tudo quanto gerações sem conta de outros irmãos e irmãs lhe proporcionam, lembrando que o que se espera de você é, antes de tudo, a entrega de sua própria vida a serviço do Reino, para que o seu ministério musical tenha o sabor e a consistência das coisas verdadeiras e vividas, como bem reza uma antiga oração: 

“Cantem a vossa glória, Senhor, os nossos lábios, cantem nossos corações e nossa vida; e já que é vosso dom tudo o que somos, para vós se oriente o nosso viver”. 

© PAULUS – 1999

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...