A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.
CASO O PLAYER DE ÁUDIO NÃO CARREGUE, ATUALIZE O NAVEGADOR ATÉ QUE SEJA ATIVADO O botão "PLAY".

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

VATICANO AUTORIZA A ABERTURA DO PROCESSO DE BEATIFICAÇÃO DO "ANJO SURFISTA"

O site ACI/EWTN Noticias informou (11/11/14), que a arquidiocese do Rio de Janeiro declarou que o Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para a Causa dos Santos, concedeu o ‘Nihil Obstat’ – a autorização formal que assinala que não existe nenhum impedimento – para a abertura do processo de beatificação do seminarista Guido Schäffer conhecido como o “Anjo surfista”.

Agora, indica a arquidiocese, será instalado um tribunal para dar início aos trabalhos. Em maio deste ano, a Arquidiocese do Rio solicitou o pedido de concessão do ‘Nihil Obstat’ e enviou diversos documentos da vida do seminarista para “comprovar que viveu de acordo com os ensinamentos da Igreja”.

Guido Schäffer faleceu no dia 1º de maio de 2009, com 34 anos de idade, vítima de uma contusão na nuca que gerou desmaio e afogamento, enquanto surfava, na Praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O jovem ia ser ordenado sacerdote apenas algumas semanas depois dessa data.

Apesar de sua morte inesperada, o jovem Guido é lembrado com muito carinho por formadores e seminaristas do Seminário São José, onde estudou teologia.

Sua história, assinala a arquidiocese do Rio, “inspira cada vez mais outros jovens a seguirem o caminho de santidade sem deixarem de viver todas as coisas próprias da juventude”.

O chamado “Anjo surfista” deixou uma marca entre os mais necessitados devido ao trabalho que fazia com os indigentes junto às irmãs missionárias da Caridade, a congregação fundada pela Beata Teresa de Calcutá.

“Ele trabalhava na Santa Casa da Misericórdia e tinha o desejo de morar lá depois que fosse ordenado sacerdote. Era filho de médicos, tinha uma boa condição financeira, mas não tinha apegos materiais. Era muito dedicado aos outros e um homem de muita fé, apaixonado pela palavra de Deus”, assinalou em maio deste ano Dom Roberto Lopes, Vigário Episcopal para as Causas dos Santos.

“No dia de suas exéquias, a Igreja Nossa Senhora de Copacabana esteve repleta de bispos, sacerdotes e muitas pessoas que manifestaram que ele foi um jovem diferente e que amava profundamente a Deus”, assinala o sacerdote.

O Vigário recordou também que durante a Jornada Mundial da Juventude celebrada no Rio em agosto de 2013, muitas pessoas visitaram a exposição sobre a vida deste jovem.

“Foi impressionante a quantidade de pessoas que visitaram a exposição e ainda hoje muitos procuram informação e atribuem graças alcançadas por sua intercessão. A vida de Guido surpreende”, conclui Dom Roberto.

Mais informações: www.guidoschaffer.com.br ewww.facebook.com/GuidoVidalFrancaSchaffer

Fonte: ACIDigital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...