A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.
CASO O PLAYER DE ÁUDIO NÃO CARREGUE, ATUALIZE O NAVEGADOR ATÉ QUE SEJA ATIVADO O botão "PLAY".

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

NÚMERO DE CANDIDATOS AO SACERDÓCIO CRESCE NA ARQUIDIOCESE DE FORTALEZA

Em Fortaleza (CE), a arquidiocese está comemorando o crescimento na procura pela vocação sacerdotal. Nesta sexta-feira, 6, o arcebispo de Fortaleza, dom José Antonio Aparecido Tosi Marques, preside a abertura do ano formativo da turma de seminaristas do Seminário Propedêutico Dom Aloísio Lorscheider, com o maior número de alunos desde o ano 2000. A missa de acolhida terá início às 19h, no Seminário.
Neste ano, 24 novos candidatos estão ingressando no seminário, número 100% a mais em relação ao ano de 2013 e 80% superior ao de 2014. Com esse número de seminaristas, a arquidiocese coloca-se entre as que mais acolheram novos candidatos a sacerdotes no Brasil.
Novo perfil
Outro fator que chama a atenção é o baixo índice de desistência dos alunos. Dos 19 que ingressaram em 2014, 90% concluíram o ano formativo e passaram para a etapa seguinte. Além disso, a arquidiocese indica um novo perfil entre os vocacionados: rapazes que cursavam ensino superior. Dos 24 novos alunos, 11 estavam na condição de graduandos ou graduados em cursos como matemática, ciências contábeis, jornalismo, pedagogia, entre outros.
Jairo dos Santos é um dos seminaristas que concluiu o curso de Psicologia no ano passado e resolveu trilhar o caminho formativo para o sacerdócio. “Tudo é graça de Deus, inclusive a profissão que recebemos. Desta maneira, com alegria, a coloco à disposição do povo de Deus e da Igreja”, afirma.
Fernando Pontes graduou-se em Filosofia com especialização em Filosofia da Religião, e seu discernimento vocacional falou mais alto. “Gostava do magistério, foi um desafio abrir mão, mas, sentia um vazio e percebi que só poderia ser preenchido com uma doação total de minha vida”, diz.
Em comum a turma tem pela frente a jornada de mais duas faculdades, filosofia e teologia, exigências da Igreja para a ordenação presbiteral. Os estudos serão realizados na Faculdade Católica de Fortaleza, entidade responsável pela formação do clero da região desde 1864.
O reitor do seminário, Padre Rafhael Maciel, avalia de forma positiva as mudanças do perfil dos vocacionados. “Isso sinaliza que o chamado de Deus pode ser respondido em tempos diversos e de modo mais claro”, acredita.
Com informações da arquidiocese de Fortaleza
Fonte: CNBB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...