A formação do músico católico é fundamental e a pedra principal é sua obediência e concordância litúrgica.
CASO O PLAYER DE ÁUDIO NÃO CARREGUE, ATUALIZE O NAVEGADOR ATÉ QUE SEJA ATIVADO O botão "PLAY".

sábado, 18 de abril de 2015

TEMPO PASCAL

A)Tríduo Pascal da Paixão e Ressurreição do Senhor – Começa na 5° feira à noite com a Missa da Ceia (depois do pôr do sol) até a tarde do domingo da Páscoa da ressureição com as Vésperas. É o ápice do ano litúrgico porque celebra a Morte e a Ressurreição do Senhor, “quando Cristo realizou a obra da redenção humana e da perfeita glorificação de Deus pelo seu mistério pascal, quando morrendo destruiu a nossa morte e ressuscitando renovou a vida” (NALC, n° 18).

B) Tempo Pascal – os 50 dias entre o domingo da Ressurreição e o domingo de Pentecostes. É o tempo da alegria e da exultação, um só dia de festa, “um grande domingo” (cf. NALC, n° 22). São dias de Páscoa e não após a Páscoa. “Os oitos primeiros dias do tempo pascal formam a oitava da Páscoa e são celebrados como solenidades do Senhor” (NALC, n° 24). A festa da Ascensão é celebrada no Brasil no 7° domingo da Páscoa. A semana seguinte, até Pentecostes, caracteriza-se pela preparação à celebração da vinda do Espírito Santo. Em sintonia com as outras Igrejas cristãs, no Brasil, realizamos nesta semana a “Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos”. Recomendam-se para esta ocasião orações durante a missa, sobretudo na oração dos fiéis, e oportunamente a celebração da missa votiva pela unidade da Igreja (cf. Diretório Ecumênico, n° 22 e 24).

Os Domingos da Páscoa prolongam o Aleluia pascal durante 50 dias. Nos Domingos 2°, 3° e 4°, a Igreja se encontra com o Cristo ressuscitado em suas aparições onde se vive o amor. Nos Domingos 5° e 6°, Jesus aparece vivo e suscitando a vida onde os cristãos vivem a comunhão com Cristo no serviço da caridade, animados pelo Espírito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...